Guarde Dinheiro e Emagreça!!!

Guardar dinheiro e emagrecer está na lista de desejos de muita gente, e é isso que vou ensinar com o artigo de hoje.

Mas se você acha que falarei para economizar no supermercado, assim você passa fome, emagrece e poupa, enganou-se completamente.

Leia o texto e aprenda como fazer as duas coisas de forma saudável e como ambas estão diretamente relacionadas.

 


O que você precisa para começar a guardar dinheiro?

  1. Vontade: Ouço frequentemente as pessoas dizerem que não conseguem guardar dinheiro, mas quando pergunto o que estão fazendo para viabilizar isso, a resposta é unânime: NADA. A desculpa é sempre a de que não sobra. Transcrevo portanto uma frase sábia e que deve servir de mantra para quem pretende começar a poupar:

 

Quem quer fazer algo encontra um meio, quem não quer fazer nada, encontra uma desculpa.

2. Foco: Vivo falando no Blog que para alcançar objetivos precisamos de foco. Não será eficiente ter vontade, se você não tiver foco suficiente.

3. Motivos: O ser humano precisa ter motivos para fazer alguma coisa, é o que dá origem à palavra motivação, aquilo que move você em busca de algo. Não faltam motivos para você começar a guardar dinheiro, mas será que você já parou para pensar nisso? Quais motivos tenho eu, para que me desperte a vontade de poupar e eu tenha foco neste objetivo? Cito alguns poucos abaixo, já que daria um livro longo elencar muitos deles:

 


O que você precisa para começar a emagrecer?

  1. Vontade;
  2. Foco;
  3. Motivos.

Dispensa esclarecimentos…

 


Qual é o primeiro passo para começar a guardar dinheiro?

Mudança de hábitos. Essa é a frase de um milhão de dólares.

Não serei subjetiva a ponto de deixar somente essa “pulga atrás da sua orelha”, explanarei sobre o assunto para que fique ainda mais fácil sua reflexão sobre o tema.

Já ensinei a você Como Poupar Quando não sobra dinheiro, Os 5 Segredos para o sucesso Financeiro e que é Possível Viver Bem sem precisar Trabalhar, porém, nada disso será possível, se você não mudar seus hábitos.

Anote num papel seus motivos para começar a guardar dinheiro, os maiores desejos de sua vida. Deixe essa anotação em um lugar visível, para que possa relê-los sempre que bater um desânimo.

Feito isso, anote em outro papel, seus principais hábitos que custam dinheiro (difícil algum não custar). Por Exemplo:

  • Happy Hour;
  • Futebol 2x por semana;
  • Fast Food;
  • Jantares fora de casa;
  • Compra de Roupas, sapatos e acessórios;
  • Festas…

Deixe esta anotação ao lado dos seus principais motivos para guardar dinheiro.

 


Qual é o primeiro passo para começar a emagrecer?

Mudança de hábitos. Essa é a frase de 10Kg a menos.

Anote também seus motivos pra emagrecer e seus hábitos que não colaboram para isso.

Não esqueça de deixar ambos lado a lado e em local de fácil acesso.

 


Começando a guardar dinheiro na Prática:

Leia e releia seus motivos umas 5 vezes. Se você ainda não estiver convencido de que guardar dinheiro vale a pena, releia quantas vezes mais forem necessárias, afinal, se você não tiver Vontade e Foco, somente motivos não levarão você à mudança de hábitos.

Convencido, leia seus hábitos e comece a pensar em quais deles serão mudados primeiro (comece sempre pelos mais fáceis 😉 ).

Não Existe Almoço Grátis.

Assim como você precisa do esforço do seu trabalho para receber uma recompensa financeira (seu salário), precisará de algum esforço para guardar dinheiro.

Começamos então a tão amedrontadora e tão importante mudança de hábitos.

Sair da zona de conforto nunca é tarefa fácil, abrir mão de coisas que nos dão prazer, também não, porém, você precisa começar a programar sua mente para estas mudanças e entender que elas só farão bem a você.

Você não deixará de fazer Happy Hours toda semana para ser menos feliz, você abrirá mão de algumas horas de prazer para alcançar momentos muito mais duradouros de lazer no futuro.

Você não deixará de comprar roupas novas todos os meses para “ficar para trás” de suas amigas, você deixará de comprar roupas todos os meses porque primeiro: Você não precisa de roupas novas todo mês e segundo, você deixará de fazer isso por um período, para futuramente poder comprar roupas naquela loja que você ama, mas não consegue ser cliente atualmente, porque seu dinheiro não dá.

Percebeu a lógica? Nada será eterno. Não é que você nunca mais vai fazer um Happy Hour, nem nunca mais vai comprar roupas, nem nunca mais vai a uma festa. Você apenas diminuirá a frequência com que faz estas coisas, até que fazê-las não afete mais seu orçamento. Capiche?

Uma dica valiosa para quem realmente quer mudar seus hábitos e guardar dinheiro é a seguinte:

Sempre antes de comprar qualquer coisa, se faça as seguintes perguntas:

  1. Eu realmente preciso disso?
  2. Ou eu quero isso?
  3. Tem que ser agora?

Não tente trapacear, você estará enganando a você mesmo se fizer isso. Respondendo estas três perguntinhas sempre que for comprar alguma coisa, ficará muito mais fácil detectar àquilo que realmente é necessário e aquilo que pode esperar.

 


Começando a emagrecer na prática:

Para algumas pessoas pode ser mais difícil mudar hábitos alimentares que mudar hábitos para guardar dinheiro, porém use as mesmas dicas citadas acima:

Releia suas anotações sobre emagrecer até que se convença de que está realmente disposto a isso. Ou simplesmente se olhe no espelho sem roupa. Cruel, eu sei, mas não resisti…

E sempre antes de comer algo, se faça as seguintes perguntas:

  1. Estou realmente com fome?
  2. Ou estou com vontade?
  3. Preciso comer isso agora? Vale a pena estragar dias de sacrifício da dieta por 20 segundos de prazer?

 


Seja mais racional, menos imediatista e se recompense:

Imediatismo ou Planos para o Futuro?

O que você quer? Andar de roupa nova toda semana agora e não ter dinheiro para comprar seus remédios quando estiver mais velho? Ou repetir algumas vezes a mesma roupa e garantir uma velhice tranquila, sem depender da ajuda de parentes e cuidando direito da sua saúde?

Comer tudo que é delicioso porém nada saudável agora e ter sérios problemas de saúde dentro de alguns anos? Ou comer coisas deliciosas com menos frequência agora, para garantir uma saúde melhor e poder continuar comendo-as até o fim dos seus dias?

Racionalidade:

Não pense no status que uma roupa de grife e/ou um carro novo irão te dar. Pense na casa que quer ter, nas viagens que quer fazer, na qualidade de vida que quer daqui a alguns anos, no que quer proporcionar aos seus filhos.

O que é mais importante para você? Quais são suas prioridades? Se elas forem status, desculpe, você perdeu alguns minutos da sua vida lendo este texto. Agora, se elas forem coisas realmente importantes, comece imediatamente a mudar seus hábitos e programar sua mente para alcançá-las.

Não pense somente na estética ao mudar seus hábitos alimentares. Não há problema algum em querer cuidar da aparência, mas não se esqueça que sua alimentação tem grande ligação com sua saúde. Todos iremos envelhecer, e quanto mais o tempo passa, maiores são as consequências de uma vida desregrada e despreocupada com a saúde.

Se recompense:

Para que essas mudanças de hábitos não virem um martírio, trace metas e recompensas. Exemplos:

Deixarei de jantar fora duas vezes no mês para poder jantar num lugar melhor daqui a dois meses. Deixarei de ir à festa “X”, mas quando conseguir o valor do meu salário investido, me darei de presente o show daquele cantor que adoro.

Deixarei de comer um lanche hoje para poder comer no aniversário que irei no final de semana. Quando perder “x” quilos irei comemorar numa churrascaria.

 


Conclusão:

O intuito desse artigo é mostrar à você a importância da mudança de hábitos. E mais que isso, tentar te convencer que ela é benéfica não só na sua vida financeira.

Quem consegue mudar hábitos consegue guardar dinheiro, consegue emagrecer, consegue praticar uma atividade física regularmente, consegue se dedicar aos estudos, consegue sucesso no trabalho, consegue realizar sonhos…

Tudo isso porque quando você passa a adotar hábitos saudáveis e condiciona a sua mente a ser mais racional, você pensa melhor antes de gastar dinheiro à toa, pensa melhor antes de comer “porcarias” com frequência, pensa melhor antes de ficar sedentário, pensa melhor antes de pedir demissão porque levou uma bronca do chefe, pensa melhor antes de brigar com seu marido ou esposa… Mudanças de hábitos não são úteis para Educação Financeira, são úteis para a vida.

Espero que tenha gostado do texto e que ele tenha lhe feito refletir para que você mude hábitos e transfira o sucesso disso para todas as áreas da sua vida.

Aguardo seus comentários e/ou dúvidas nos campos abaixo.

 

Abraços

ALINE PORTO

 

 

Sobre Aline Porto

Aline Porto Educadora financeira que passou de devedora a investidora e quer ensinar você a fazer o mesmo

  • Heloisa Vieira

    Eu já li muita coisa interessante, mas essa é uma leitura FÁCIL e muito proveitosa, dicas valiosas, com embasamento total.
    Obrigada Aline Porto

    • Muito Obrigada Heloisa pelos elogios, me deixa muito feliz saber que a leitura agregou…
      Sempre que quiser e puder, deixe seus comentários conosco.

      Abraço
      ALINE PORTO